Complexo de Inferioridade

Acontece quando o indivíduo se sente completamente deslocado do ambiente, cola-se defeito em absolutamente tudo que faz, por maior que seja seu esforço e seu êxito, não está bom. Podemos começar por:
Ambiente na infância e adolescência, onde os pais ou o responsável enfatizam erros, e abusam dos comentários negativos, não poupando críticas desnecessárias.
Bullying, uma agressão física e psicológica aquela brincadeirinha de mal gosto, pode desencadear diversos transtornos além do CDI.
Padrões exigidos pela sociedade, como estético e acadêmicos. Preconceito sobre religião, raça, opção sexual, sexo etc.
O indivíduo se sente inapropriado, acreditando através de uma severa autocritica que é incapaz. Com isso, a pessoa se afasta do convivo social, desencadeia timidez, dificuldade a mudança, faz comparações com o outro, baixa autoestima, depressão e precisa de atenção constante. É na verdade um ciclo de autodestruição.
O tratamento indicado para o complexo de inferioridade é a psicoterapia.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Querofobia

*Sabia que o medo de ser feliz tem nome* ? _“`Querofobia“`_ .   A pessoa que tem querofobia, sente medo de ser feliz. Situações que deveriam alegrar, na verdade causam alguns sintomas como: -ansiedade. -dores de cabeça e nos músculos. – creem que a felicidade não é algo positivo. -acreditam que estar num lugar divertido, significa que algo ruim vai

Leia Mais »
Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Qual sensação seu trabalho te causa?

  Responda algumas perguntas: – você gosta da sua profissão? – o ambiente em que você trabalha é saudável? – ir trabalhar te causa paz ou angústia? – você acorda motivado para iniciar suas atividades profissionais diariamente? – antes de dormir fica pensando nas coisas que ainda tem pra fazer ou consegue desligar? – seu horário de almoço é respeitado?

Leia Mais »
Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Como falar o que pensa e sente?

*Como falar o que pensa e sente?* Antes que o silêncio comece a sufocar, é hora de ter uma boa conversa. Muitas vezes ficamos com aquele “nó na garganta”, um mal estar que asfixia nossas emoções, onde o corpo chega a doer. Não espere a gota d’água, organize seus pensamentos e coloque em palavras ou escrita, sempre em primeira pessoa

Leia Mais »
× Como posso te ajudar?