Mitomania

Também conhecida como mentira patológica.

Todos nós já contamos pequenas ou até grandes mentiras para escaparmos de alguma coisa desagradável, ou até mesmo para não sermos sinceros com nosso amigo afim de não magoa -lo, não é mesmo? Enfim, uma mentira de vez em quando é normal, mesmo que a mentira seja grande!
A patologia se mostra quando a mentira aparece de forma compulsória para construir histórias e formar a narrativa de vida do indivíduo de maneira duradoura e incontrolável.
As pessoas que sofrem desse transtorno contam histórias com base em fatos reais e que geralmente são usadas para eles obterem vantagem em situações, mesmo que seja para saírem como coitadinhos.
A pessoa tem consciência da mentira, mas não consegue se conter e quando é “pega” cria novas mentiras para se “safar”.
O tratamento é difícil, pois embora o mitomaníaco reconheça a doença ele não adere ao tratamento, mesmo sabendo o quanto isso afeta seu trabalho, amigos e família! O tratamento é a combinação entre psicoterapia e psiquiatra!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Querofobia

*Sabia que o medo de ser feliz tem nome* ? _“`Querofobia“`_ .   A pessoa que tem querofobia, sente medo de ser feliz. Situações que deveriam alegrar, na verdade causam alguns sintomas como: -ansiedade. -dores de cabeça e nos músculos. – creem que a felicidade não é algo positivo. -acreditam que estar num lugar divertido, significa que algo ruim vai

Leia Mais »
Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Qual sensação seu trabalho te causa?

  Responda algumas perguntas: – você gosta da sua profissão? – o ambiente em que você trabalha é saudável? – ir trabalhar te causa paz ou angústia? – você acorda motivado para iniciar suas atividades profissionais diariamente? – antes de dormir fica pensando nas coisas que ainda tem pra fazer ou consegue desligar? – seu horário de almoço é respeitado?

Leia Mais »
Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Como falar o que pensa e sente?

*Como falar o que pensa e sente?* Antes que o silêncio comece a sufocar, é hora de ter uma boa conversa. Muitas vezes ficamos com aquele “nó na garganta”, um mal estar que asfixia nossas emoções, onde o corpo chega a doer. Não espere a gota d’água, organize seus pensamentos e coloque em palavras ou escrita, sempre em primeira pessoa

Leia Mais »
× Como posso te ajudar?