Qual seu propósito?

Qual é o teu propósito de vida?

Quando criança nosso propósito é nos divertir, depois estudar e conforme vamos crescendo vamos construindo novos objetivos e planos. Porém conforme nos tornamos adultos, muitas vezes somos engolidos por obrigações, tarefas, contas… e tantas outras coisas que esquecemos o real propósito da vida…
QUAIS SÃO NOSSOS SONHOS? NOSSOS OBJETIVOS? O QUE NÓS REALMENTE QUEREMOS? O QUE REALMENTE IMPORTA?
Já se fez essas perguntas?

Porque não resgatar aquele propósito inocente? Não voltar a sonhar? Não fazer novos planos e objetivos?

A vida é muito mais que obrigações… a vida é uma constante transformação e temos que nos reinventar a cada passo, a cada dia e porque não reinventar nossos sonhos? Nossos planos e objetivos também?

O sofrimento, as perdas, são inevitáveis… mas ser feliz e seguir em frente é uma escolha!!!

Se reinvente!!!

Faça terapia!! Procure ajuda!!! Estamos aqui por você

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Querofobia

*Sabia que o medo de ser feliz tem nome* ? _“`Querofobia“`_ .   A pessoa que tem querofobia, sente medo de ser feliz. Situações que deveriam alegrar, na verdade causam alguns sintomas como: -ansiedade. -dores de cabeça e nos músculos. – creem que a felicidade não é algo positivo. -acreditam que estar num lugar divertido, significa que algo ruim vai

Leia Mais »
Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Qual sensação seu trabalho te causa?

  Responda algumas perguntas: – você gosta da sua profissão? – o ambiente em que você trabalha é saudável? – ir trabalhar te causa paz ou angústia? – você acorda motivado para iniciar suas atividades profissionais diariamente? – antes de dormir fica pensando nas coisas que ainda tem pra fazer ou consegue desligar? – seu horário de almoço é respeitado?

Leia Mais »
Artigos
alexandra@psicologiamooca.com.br

Como falar o que pensa e sente?

*Como falar o que pensa e sente?* Antes que o silêncio comece a sufocar, é hora de ter uma boa conversa. Muitas vezes ficamos com aquele “nó na garganta”, um mal estar que asfixia nossas emoções, onde o corpo chega a doer. Não espere a gota d’água, organize seus pensamentos e coloque em palavras ou escrita, sempre em primeira pessoa

Leia Mais »
× Como posso te ajudar?